sábado, 31 de outubro de 2009

"A CASTANHA"

Foto das castanhas nos ouriços
Foto de um Magusto de Castanas
"Retirada do blogue da Aigra Velha "

Sendo esta aldeia conhecida pela boa castanha, todos os habitantes têm os seus castanheiros. Agora é o tempo deste belo e saboroso fruto. Há muitas maneiras de o cozinhar: assadas, cozidas, secas, piladas....

Primeiro, as pessoas vão apanhá-las ainda verdes, espalham-nas no chão do telheiro ou sótão para secarem um pouco, depois são esfoladas, tira-se um bocadinho da casca e cozem-se nas panelas só com água. As que têm casca cozem-se assim simples. Em estando cozidas ou assadas a casca separa-se bem.


Outras são secas nos caniços, são as chamadas castanhas piladas. Pisam-nas com os tamancos, com os pés, em cestos para sair a cascas. A casca sai toda! As castanhas ficavam limpinhas que até pareciam plumas, muito branquinhas. E com essas é que se fazem muitos pratos.

Cozidas só com água e no dia seguinte estão docinhas, é só comer, chamadas as castanhas de caldo. Outras cozem-se com arroz, outras faz-se sopa com feijão. Fazem-se de muita maneira e com muita qualidade. Tem castanhas ao longo do ano todo, porque são guardadas. Só vêem nesta época. Umas são vendidas, pois têm procura e cada vez mais é um produto muito raro. Outras são guardadas. Toda a gente nesta terra tinha muita castanha que se tornava governo para todo o ano. As pessoas tinham e ainda tem para seu consumo a batata, feijão, milho, couve, tomates, cebolas etc.…Mas também outros frutos como as castanhas.

No dia de todos os Santos há o magusto. Cada pessoa da aldeia dá um saquinho de castanhas e no largo comemora-se o magusto. Primeiro uma camada de caruma, depois uma de castanhas, depois outra de caruma, deitava-se o lume e ia-se mexendo e acrescentando mais caruma até estarem assadas, no final o assador com uns ramos de carqueja batia nas castanhas e dizia: amacia, amacia castanha da Ásia, quando eu era casado também a sim fazia.

Todos comem castanhas e bebem a jeropiga ou água-pé e aproveitam para na brincadeira enfarruscar a cara a quem está ao seu lado.

Estes convívios são importantes, pois mantêm o povo unido e não se deixa perder a riqueza das nossas tradições.

Quem tiver fotos dos magustos da nossa terra e queira partilhar com os outros e favor mandar para o meu e-mail eugeniasantacruz1@gmail.com ou eugenia-santacruz@hotmail.com e eu as publicarei neste blogue.

Sem comentários:

Publicar um comentário